Disney Dream Cruise

Meninas,

Hoje vou contar todos os detalhes de uma viagem linda que fiz ano passado para comemorar o aniversário de 5 anos da minha filha Isabelle.

Já vou avisando que ela foi a pessoa que mais aproveitou e que amou!

Screen Shot 2014-05-05 at 12.13.33 PM

Como eu não estava com vontade de fazer uma festinha e tinha acabado de mudar definitivo para Orlando achei que seria uma boa idéia viajar com a família e aproveitar para celebrar o aniversário da Belle. Claro que antes, eu perguntei pra ela e ela topou na hora trocar uma festinha por alguns dias no navio do Mickey.

Pesquisando no site Disney Cruise Line você vai encontrar diversas opções de destinos, dias e navio.

A minha escolha foi de 3 noites no navio Disney Dream, saindo de Porto Canaveral (fica 40 minutos da minha casa) com destino a Bahamas. Optei em fazer um viagem curta porque foi a primeira viagem de navio das crianças. Acredito que foi uma ótima escolha, pois a viagem foi maravilhosa e os 4 dias foram o suficiente para todos aproveitarem, nem mais e nem menos. Tempo suficiente para uma primeira vez!

Screen Shot 2014-05-05 at 12.14.28 PM

Screen Shot 2014-05-05 at 12.15.48 PM

Screen Shot 2014-05-05 at 9.10.45 PM

Segue todas as dicas para quem esta pensando em fazer esse cruzeiro.

 

Em primeiro lugar, chegue cedo para o check-in em Porto Canaveral. O navio só zarpa às 5 da tarde, mas o check-in começa ao meio-dia. Antes disso, começam a ser distribuídas senhas para o embarque, e você pode pegar uma mesmo sem ter feito o check-in. Os primeiros grupos são sempre reservados para os membros do Castaway Club e do concierge level, mesmo que eles cheguem um pouco mais tarde. Se você já navegou com a Disney antes, ou se tem dinheiro (e coragem) para bancar as cabines com serviço concierge, essa dica não é pra você! Já para os marinheiros de primeira viagem, é preciso chegar até umas 11 da manhã, se quiserem pegar um grupo que embarque num horário razoável. Nós chegamos cedo e foi maravilhoso, pois almoçamos com tranquilidade e foi o único dia que conseguimos ficar na piscina e brincar nos escorregadores/ toboáguas sem enfrentar fila.

Se você chegar às 11 (como nós), entregue suas malas para os responsáveis pela bagagem na entrada do terminal e pegue o número do grupo primeiro, depois faça o check-in na hora em que ele se iniciar. Assim, poderá ser um dos primeiros a embarcar. Suas malas só serão entregues na cabine no fim da tarde (a partir de 4 – 5 horas), portanto você deve fazer uma malinha de mão com objetos que você pretende usar no primeiro dia: traje de banho, roupa para trocar, remédios, etc. Na bagagem de mão também deverão estar todas as bebidas trazidas a bordo. No valor do seu cruzeiro só estão incluídas as bebidas não alcoólicas, e mesmo assim não há nenhuma bebida engarrafada. Por isso, alguns passageiros levam vinho, cerveja e garrafas de água.

IMG_2871

IMG_2872

IMG_2873

IMG_2874

Uma vez a bordo, você pode almoçar no restaurante (geralmente o que fica aberto é o buffet Cabanas). Não deixe para almoçar muito tarde, pois os restaurantes fecham. No dia em que embarcamos, o Cabanas fechou às 3:15. Você pode estar se servindo no buffet, e de repente as cortinas que fecham as estações de comida começam a baixar! Então, programe-se.

No primeiro dia, siga todas as dicas acima para chegar ao terminal. Uma vez lá, você deve primeiro dirigir-se ao balcão onde são distribuídas senhas para o embarque. Essas senhas dividem os passageiros em grupos, e quanto antes você retirar a sua, mais cedo será chamado para entrar. Depois de pegar a senha, prossiga para o balcão de check-in. A família toda deve estar junta nesse momento, pois os passaportes são verificados e é tirada uma foto de cada um. Tenha em mãos o voucher ou número de confirmação da sua reserva. Daí você receberá toda a documentação e as chaves da sua cabine – cartões magnéticos que são usados para tudo, desde acessar o navio e debitar compras até acender a luz da cabine.

Para facilitar o processo de check-in, tanto no navio quanto no clube infantil, acesse o site na DCL antes da viagem (http://www.disneycruise.com/) e forneça as informações online. No terminal, também, é necessário levar seus filhos para o check-in do clubinho. Um adulto responsável e as crianças devem ir ao balcão, onde seus dados serão confirmados e cada criança receberá uma pulseirinha eletrônica.

Para as festas e noites temáticas, é interessante levar algum tipo de fantasia de pirata por causa da festa no deck do navio com o tema de pirata. Depende do seu próprio entusiasmo: desde um lenço e um tapa-olhos até uma fantasia completa. Tem gente que se veste a caráter, dos pés à cabeça (e não só as crianças!). Se quiser participar da dress up night (opcional), você pode escolher desde camisa para os homens e vestido curto para as mulheres, até smoking completo e vestido longo (não é brincadeira, vimos todo tipo de roupas nesse dia).

Screen Shot 2014-05-05 at 12.16.55 PM

Alguns itens podem facilitar sua vida, como uma boa sacola de praia (que você pode comprar a bordo, com tema do cruzeiro). Leve uma garrafa tipo squeeze para cada membro da família, saída de praia para os adultos (dificilmente os americanos ficam desfilando pra lá e pra cá só de biquíni que nem no Brasil) e roupão para as crianças pequenas (pode ficar bem friozinho ao sair da água, por causa do vento constante). Leve uma canga para forrar a areia da praia ou a espreguiçadeira nos passeios.

Um porta-documentos para pendurar no pescoço também é útil – use-o para carregar os cartões da família toda – e pode ser comprado nas lojas do navio (eles têm aqueles modelos que não deixam entrar água). Se sua filha gosta de princesas, você pode pensar em levar aquela fantasia que ela já tem, ou vai se ver comprando a quinta fantasia de princesa a bordo. Isso porque as sessões de autógrafos das princesas são um dos destaques do navio.

Há algumas coisas supérfluas que podem acrescentar à diversão e reduzir despesas: snorkel e máscara, binóculos para ver os portos de longe e outros navios, brinquedos de água e praia, boias infláveis para os pequenos.

Uma vez no navio, você vai querer saber com certeza a que horas abrem e fecham, não só os restaurantes, mas todas as atrações do navio. Para isso, diariamente é entregue em sua cabine o Personal Navigator do dia seguinte.

A primeira edição você pode pegar ainda em terra, no terminal de embarque. Enquanto espera, vá dando uma olhada em quais restaurantes estarão abertos quando você subir a bordo, para poder almoçar. Depois disso, todas as noites vale a pena dar uma boa olhada nele, e registrar o que a família vai querer fazer no dia seguinte. Quando sair da cabine, certifique-se de levar o Personal Navigator com você, para poder tomar decisões durante o dia sobre o que fazer e aonde ir.

As únicas coisas que não mudam são os horários dos shows e do jantar. No momento da sua reserva, você escolhe se vai jantar no primeiro (18:30) ou no segundo (20:30), e o turno do seu show é determinado de acordo com seu jantar (18:00 ou 19:00 para quem janta às 20:30; ou 20:00 para quem janta às 18:30). Uma vez a bordo, você receberá uma filipeta com seu horário de jantar e de shows. No primeiro dia é possível mudá-los, caso você deseje. Para isso, assim que embarcar dirija-se ao local indicado no Personal Navigator (provavelmente no bar do 3º deck do navio). Depois disso, não dá mais para fazer alterações.

Dica importante – quem escolhe o primeiro horário de jantar no último dia é obrigado a sair nos primeiros grupos do navio, então se prepare para ter que acordar muito cedo e tomar café correndo. Nós optamos pelo segundo jantar!

Para reservar seus passeios, o ideal é você fazê-lo pela internet, antes da data da sua viagem. Isso pode ser feito a partir de 75 dias antes da viagem, através do http://www.disneycruise.com/

Um dos passeios mais cobiçados com certeza é a interação com golfinhos no Atlantis. Nós acabamos não fazendo nenhum passeio, pois minhas filhas são pequenas e achei todos os passeios caros para ter o risco de elas ficarem chorando, cansadas ou terem medo. Achei mais prazeroso aproveitarmos todas as opções que o navio oferece, pois são tantas que mesmo nós não saindo dele não conseguimos fazer tudo.

Tão importante quanto reservar os passeios é reservar alguns jantares online, se tiver interesse neles é claro! Todos os passageiros têm direito ao jantar à francesa, servido em 3 excelentes restaurantes (comida americana, não espere muito). Fora esses restaurantes inclusos no preço, no Dream há 2 restaurantes de alta cozinha, exclusivos para adultos: um francês chamado Remy (igual ao ratinho do Ratatouille), e um italiano chamado Palo. Se quiser comer neles, você abre mão de um dos jantares nos restaurantes normais. Além disso, é necessário pagar uma sobretaxa (na data do nosso cruzeiro estava em US$ 25 para o Palo e US$ 75 para o Remy), a qual, dizem os blogueiros de plantão, mais do que compensa pela qualidade da comida. No entanto, para conseguir reserva nesses restaurantes é preciso entrar na internet com antecedência.

O Dream é um navio enorme, com um total de 12 decks (andares) inteiriços. Acima deles, as duas torres superiores (funnels – “chaminés” falsas) chegam até o 16o andar. Então, localizar-se dentro do navio é muito importante para minimizar o tempo para chegar aos lugares. No primeiro dia, cada cabine recebe um pequeno guia com o mapa do navio, e uma sugestão de “tour” pelas áreas públicas da embarcação. Sugiro que você faça o tour, pois nesse primeiro dia é “open house”. Todos os lugares do navio estão abertos à visitação, coisa que não ocorre nos demais dias. Nós não fizemos e acabamos não conhecendo todos os lugares e opções.

Screen Shot 2014-05-05 at 12.16.11 PM

PISCINA PARA ADULTOS - KIDS NOT ALlOWED

PISCINA PARA ADULTOS – KIDS NOT ALlOWED

Uma opção para famílias que bebem vinho todas as noites é participar do Wine Package, em que, por um valor fixo, você tem direito a uma garrafa de vinho por jantar. Se sobrar, pode levar para sua cabine. O Wine Package pode ser contratado a bordo, no jantar da sua primeira noite.

Todas as fotos da sua família vão sendo impressas diariamente, e ficam à sua disposição na “biblioteca” do Shutters, no 4º deck. Chamo de biblioteca porque o lugar é montado habilmente como se fossem várias prateleiras de livros. Você passa por lá, descobre num terminal de auto atendimento qual é o número do seu “livro” e, ao abri-lo, vai encontrar todas as impressões. Basta escolhê-las e levar ao balcão para pagamento. O momento do pagamento vai ser, com certeza, a parte mais difícil: cada foto custa 20 dólares e, apesar de haver alguns pacotes disponíveis, não fica muito mais barato que isso. Procure comprar suas fotos até a tarde do penúltimo dia; depois disso o lugar fica constantemente lotado.Claro que deixamos para ver no penúltimo dia e estava muito muito lotado!

É altamente aconselhável você levar a bordo todos os remédios e itens como fraldas descartáveis, absorventes, protetor solar e mala extra. Monte uma farmacinha completa: remédio pra enjoo, dor de barriga, dor de cabeça, alergia, febre, etc. Os remédios são virtualmente impossíveis de ser encontrados a bordo. Isso é proposital, uma vez que infecções podem se alastrar rapidamente entre os passageiros confinados em um navio. Assim, não vendendo os remédios, a DCL obriga você a pedir para eles quando precisar. Eles ficam sabendo da sua doença, e podem monitorá-la de perto. Isso é muito bom porque previne surtos, mas deixa você dependente deles até para uma dor de dente.

O desembarque para os passeios é feito de maneira ordeira. Cada voucher de passeio vem com as instruções sobre como proceder no dia. Geralmente é marcado um lugar de encontro – onde os grupos se reúnem e são levados para o local do passeio. Prossiga para o local com tudo que você vai querer carregar durante o dia, inclusive as chaves do quarto para poder sair do navio. No caso de desembarcar em Nassau, não esqueça o passaporte: você vai precisar dele para passar pela imigração no retorno da ilha.

Clubinhos para as crianças

E por falar em clube infantil, todas as noites os monitores passam nos restaurantes à la carte e pegam as crianças que estejam interessadas, e levam até o clube. Para que isso dê certo, os garçons sempre trazem a comida das crianças antes. Dessa forma, quando os monitores chegam, as crianças já terminaram o jantar e podem ir brincar, enquanto os pais continuam tranquilamente no restaurante. Fique de olho na entrada do restaurante e avise e, quando os monitores chegarem, mostre onde está sentado que eles virão buscar seu filho.

O kids club  é espetacular e tem muitas atividades legais. Se bobear dependendo da idade da criança você pode acabar nem vendo seu filho, pois lá são servidas todas as refeições.

Restaurantes e Comidas

Café-da-manhã

Screen Shot 2014-05-05 at 12.17.26 PM

A primeira refeição do dia é servida em vários restaurantes, então dificilmente há fila para comer. O Royal Palace oferece café à la carte e deixamos para experimentar no último dia e foi maravilhoso. Super recomendo!

No Enchanted Garden, há um buffet, pequeno mas satisfatório. Se você não é do tipo que faz pilhas de bacon, salmão, pães diferentes, frutas e frios no prato do café-da-manhã, vai se satisfazer completamente no Enchanted Garden. Há croissants, cinnamon roll, vários pães, cereal, frutas, iogurte. O café e o leite são trazidos à mesa. Por ser um buffet menor, o ambiente é muito tranquilo e cordial.

Já no Cabanas, o café também é buffet, mas um tanto mais caótico e populoso. Isso porque há todo tipo de comida, desde bacon com ovos até salmão defumado com bagel, passando por donuts, pães, frutas, omeletes, panquecas – tudo separado em estações diferentes… A lista não acaba! Por isso, obviamente as pessoas tendem a convergir para esse restaurante em busca de opções, que são bem mais variadas do que dos outros lugares. O café e as bebidas são self-service, dando um certo clima de cantina de escola.

Como nos recomendou nosso garçom, se possível tome café também cada dia num restaurante diferente. Você pode até mesmo pedir o café no quarto, pois também não é cobrado à parte.

Almoço e jantar

O Cabanas é a única opção para quem não quer ficar sentado por uma ou duas horas, sendo servido pelo garçom. É um restaurante bem grande, com várias estações de comidas variadas – desde patas de caranguejo e camarões até carré de cordeiro e contrafilé grelhado, passando por frios, saladas, sanduíches, wraps… Por ser buffet, é bem rápido comer aqui, sendo uma opção ideal para aquele dia em que as crianças estiverem caindo de sono. Serve também almoço, mas normalmente fecha bem cedo (2 da tarde).

Além dos restaurantes, há um setor onde fica o Flo´s V8 Cafe, um fast-food com balcões separados para sanduíches tipo deli (peru, mussarela de búfala, etc), wraps, pizzas, cheeseburgers e hot dogs. Eu achei a qualidade super boa, sendo uma ótima opção para o lanche da tarde. O horário de funcionamento do Flo´s é bem mais estendido que do Cabanas, muito conveniente para um almoço tardio. Você pode até se servir no Flo´s e levar seu prato para qualquer lugar do navio – vimos até gente lanchando dentro do cinema!

Ao lado do Flo´s, fica a estação de sorvete, Eye Scream, com o tema do Mike Wazowsky de Monstros SA. Tem aquele sorvete de máquina pra você se servir à vontade e tomar até ficar com dor de barriga. Uma delícia!

Por fim, você ainda tem a opção de pedir comida no seu quarto. Os itens do “room service” não precisam ser pagos à parte, então se um dia seus filhos “capotarem” depois de brincar o dia todo no Aquaduck, você não precisa ficar de castigo sem jantar… Não chegamos a usar o room service, então não podemos falar sobre a qualidade da comida. Somos capazes de apostar que é muito boa, como em todo o navio. Sempre pediamos chocolate milk (nescau gelado), demorava para chegar mas era ótimo para o mama das meninas.

Se você pedir no quarto, não esqueça de dar uma caixinha ao entregador. Brasileiros tem fama de nunca dar gorjeta!

No DCL, a administração sugere que você dê gorjetas à equipe do restaurante (“head server” ou chefe dos garçons, garçom principal e assistente, que cuida das bebidas) e ao seu camareiro. Se tiver dúvidas sobre quanto dar, no site e no Guest Services há uma sugestão de valores. Você pode até mesmo pagar no cartão de crédito, e receberá um comprovante do valor pago, para colocar em envelopes e distribuir para a equipe pessoalmente.

Não tive tempo de frequentar os bares, portanto não posso dar minha opinião.

Sobre o quarto

Pegamos um quarto com varanda e estávamos em 5 pessoas. Eu, meu marido, minhas duas filhas e meu enteado. O quarto era maravilhoso e super espaçoso. Todos tinham cama. Tinha até uma cortina para dar mais privacidade. O banheiro com uma mini banheira separado do lavabo. Perfeito!

Screen Shot 2014-05-05 at 12.15.20 PM

Screen Shot 2014-05-06 at 12.01.15 PM

Hora de ir embora!

O processo se inicia no dia anterior. Ao chegar à cabine na última noite, você encontrará etiquetas de malas, com uma cor e um personagem específico. As nossas eram Mickey vermelho. Se você for querer que seu camareiro retire sua bagagem para não ter que carregá-la no dia seguinte, você deve preencher os dados das etiquetas, etiquetar e trancar todas as malas que vai querer “despachar”, e deixar do lado de fora da sua cabine até as 22:00. Essas malas serão levadas e você só vai reencontrá-las na manhã seguinte, já em terra.

Uma dica importante: combine com sua família como será o procedimento desse dia, e explique para as crianças que será um pouco confuso e demorado. Busque lá no fundo do baú todas as suas reservas de bom humor, para evitar que o final do seu cruzeiro seja melancólico e conflituoso. Dizemos isso porque, no último dia, presenciamos um sem-número de brigas e discussões entre as famílias, pois, além de ser o final de uma viagem (todo mundo fica mal humorado nesse dia, já reparou?), é estressante por causa da quantidade de gente. Mas, com um pouco de paciência e bom humor, é possível evitar essas brigas. Além disso, no final todo mundo vai descer do navio, então não faz muita diferença você ser um dos primeiros ou um dos últimos, não é mesmo?

Uma vez no terminal (que é bem mais feinho do que o de embarque), você deve procurar suas malas através da cor da etiqueta. De posse delas, entre na fila da imigração. Atenção, pois a imigração para estrangeiros é feita numa fila separada dos americanos. O procedimento é bem parecido com o do aeroporto. Depois da imigração, você passa pela alfândega. Um detalhe importante: não caia na tentação de carregar aquela bananinha para o lanche das crianças, pois a passagem de alimentos in natura é proibida nas fronteiras americanas.

Screen Shot 2014-05-05 at 12.19.02 PM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: