Minha experiência em NYC

Meninas,

Continuo tentando selecionar todas as dicas, já pensei em fazer um super post contando tudo, mas como uma boa jornalista não consigo deixar passar nada e acho que é por isso que acabo não postando. Até hoje não publiquei a viagem que fiz ano passado para Asia e tantas outras idas para praias aqui na Florida e principalmente dicas de Miami. Mil desculpas, mas não dou conta!

Neste post vou tentar passar um pouco a experiência que foi ficar 01 mês nessa cidade espetacular chamada New York City.

Me hospedei em duas áreas diferentes e utilizei muito o sistema de metrô e muitas vezes acabava usando taxis, mas passava raiva, pois o trânsito era tanto que acabava ficando caro e demorava muito. A dica é caminhar pelas ruas. Este é definitivamente, o melhor “programa turístico” da cidade – então não se preocupe: aonde quer que fique, você andará pra cima e pra baixo o dia inteiro.

metrô é a melhor opção para quem quer conhecer NY. A dica vale até para os que vão levar uma graninha a mais. Difícil encontrar um quarteirão na cidade que não tenha, pelo menos, uma estação. Apesar de sujo, é no metrô que você mais se aproxima da diversidade cultural da metrópole. Em um mesmo vagão, dezenas de idiomas se confundem. Asiáticos, africanos, indianos, latinos e europeus se misturam, artistas se apresentam, vendedores ambulantes te oferecem doces enquanto outros pedem esmola. Tudo junto e misturado!

Acho que nem passando 1 ano em NYC seria possível conhecer tudo de bom que a cidade oferece.  Até porque NY está sempre se transformando: bairros marcados pela criminalidade podem se tornar super badalados e chiquérrimos (como aconteceu com o Hell’s Kitchen e com Meatpacking, respectivamente).

Em NY, à medida que os artistas migram para algum bairro, tudo ali se transforma (que foi o caso do Soho, de Tribeca, o novo queridinho agora é Williamsburg no Brooklyn.

Uma outra coisa fantástica de NY é que tem programas para todos os gostos e bolsos! Mesmo se o seu orçamento for apertado, você sempre terá algo interessante pra fazer.

Vou tentar fazer posts mais detalhados contando cada cantinho que fui.

Neste post vou falar um pouco sobre Little Italy,  Chinatown, Soho e o um dos meus preferidos Nolita.

Em NY, os bairros das comunidades italiana e chinesa ficam lado a lado, no sul da ilha.

Little Italy, como o próprio nome diz, é uma pequena região, com ruas bem simpáticas e abarrotadas de restaurantes italianos. Apesar da qualidade duvidosa de muitos desses restaurantes, preciso confessar que nunca experimentei um restaurante lá! É uma parte bem animada da cidade, com mesas ao longo das calçadas e pessoas andando de um lado pro outro o tempo todo. Bem convidativo para um vinho no fim do dia. A rua principal é a Mulberry Street.

DSC01329

DSC01333

DSC_0119

Chinatown é uma loucura! Lojas legais de chás se misturam aos pequenos restaurantes típicos, que se misturam às lojas de porcelanas, que se misturam aos açougues, que se misturam às lojas de muambas e outros objetos não identificados! Ufa! E não necessariamente nessa ordem! Não gosto muito da Chinatow de NYC, principalmente se compararmos com Chinatown de São Francisco e Singapura que são maravilhosas, então não indico passar muito tempo lá não.

Chinatown_manhattan_2009

tea_tenren_chinatown_2

No Soho a minha primeira parada é o Mondriam Hotel, adoro comer no Isola Tratroria & Crudo Bar

Ja fiquei hospedada nesse hotel e sou super fã da localização e o conceito. Vou contar ainda sobre a festinha que rola no rooftop que acontece toda sexta-feira em um outro post, ok?!!!

No Soho, gosto de andar na Bleecker Street noVillage. Esta rua é muito bacana, vale percorrer ela toda, é uma mistura de lojinhas desconhecidas com lojinhas de grifes famosas. Pra quem nunca foi vale a pena também andar na Spring e na Crosby pra conhecer. Da Bleecker gosto de descer pela Broadway em direção ao coração do Soho para chegar novamente nas lojas de sempre H&M, Zara, TopShop, Urban Outfitters e dalí penetrar pelas ruazinhas do Soho a procura de novas lojinhas e de novidades…

A melhor parte!

Nolita (entre Houston Street e Broome Street e da Bowery Street à Lafayette Street) Uma espécie de mini-Soho, com lojinhas descoladas e charme burguês. Nolita (ou NoLiTa) é abreviação de North of Little Italy. Espremida entre Soho, Noho, LES e Chinatown, é popular entre a moçada alternativa e com dinheiro, que pula das butiques para restaurantes e bares legais. Adoro caminhar pelas agradáveis calçadas com sofisticadas lojas e cafés aconchegantes são paradas obrigatórias. O bairro é bem moderno, mas suas ruas estreitas e belas paisagens também revelam um ar boêmio. Imbatível quanto ao número de locais interessantes para visitar, por ali o tempo passa e você nem vê.

xoxo

EVY

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: